Comments

    • 25kasa1
      25kasa1

      Sao Paulo ! I'm coming.. One of my favourite roadway !! Love from Chennai !!

      about 6 days ago
    • Carlos Cardoso
      Carlos Cardoso

      Que maravilha uma rodovia cortando no meio de matas acho lindo ver essa selva verde e esse rios que tem no meio da mata que obra chique !

      about 12 days ago
    • Cristiano Borges da Cunha
      Cristiano Borges da Cunha

      Pontes legais.

      about 12 days ago
    • Bediey de Jesus
      Bediey de Jesus

      paisagens maravilhosas muito show

      about 25 days ago
    • Raini Baade
      Raini Baade

      A nova estratejia da rota da via expresa de blum.

      about 25 days ago
    • fausto alvarenga
      fausto alvarenga

      Obra bonita. O pai da Suzane Von Richthofen furtou R$5.000.000,00 dessa obra, abriu uma conta na Alemanha no nome dela e depositou todo produto do furto. Isso custou a vida dele e da esposa. Brasil.

      about 27 days ago
    • Julia Oliveira
      Julia Oliveira

      Linda linda.eu.sou.do.litoral paulista eu.tenho.orgulho.desta obra.

      about 27 days ago
    • wesling roger
      wesling roger

      Boa tarde amigo vc passou aqui onde eu moro dá hora o vídeo que drone vc usou caramba o meu e um mavic pro e perde sinal muito rápido aqui

      about 28 days ago
    • C. H. S. NAMASTÊ
      C. H. S. NAMASTÊ

      Parabéns, se inscrevam por gentileza em meu canal, estou ajudando EVALDO BRAGA COVER ir no RATINHO-S. B. T... GRATIDÃO SEMPRE...

      about 1 month ago
    • Caio Alucard
      Caio Alucard

      Pedágio caro com ambulantes te enchendo o saco , boa parte da rodovia é mal iluminada e cheia de remendos.Não sei como podem elogiar tal coisa.

      about 1 month ago
    • Caio Alucard
      Caio Alucard In reply to Caio Alucard

      +Liberalismo Conservador Obrigatoriamente DEVE ter , pois não é uma via rural !

      about 16 days ago
    • Liberalismo Conservador
      Liberalismo Conservador In reply to Caio Alucard

      tem rodovia com iluminação fora de centros urbanos?

      about 16 days ago
    • Guilherme de São Joaquim Michetti
      Guilherme de São Joaquim Michetti

      Espetacular

      about 1 month ago
    • Fabio Augusto Speranza
      Fabio Augusto Speranza

      Que lindo vídeo!! Parabéns!! Bacana de ver a integração da natureza com o progresso. Uma prova de que dá pra construir e preservar!

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      boaaaaaa

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      tooopíssimo

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      mesmo

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      uiaaaaoaaaa

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      boaaa

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      toop

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      boaaa

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      oiaaa

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      bommmm

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      mtooo

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      toop

      about 2 months ago
    • VicTor Togni Dadazio
      VicTor Togni Dadazio

      boaaa

      about 2 months ago
    • Paulo Cezar
      Paulo Cezar

      Nossa muito linda não conheço q pena

      about 2 months ago
    • Rodrigo Testi
      Rodrigo Testi

      Cara, faz um vídeo da estrada de manutenção que corre por baixo da Imigrantes.

      about 3 months ago
    • Adenilson AAA
      Adenilson AAA

      Ainda bem que o Brasil não tem terremotos.

      about 3 months ago
    • jomamacorreia
      jomamacorreia

      Feito na época dos “ milicos”.
      Depois, nada mais se fez.

      about 3 months ago
    • John Henry Magnata
      John Henry Magnata

      A Rodovia dos Imigrantes (SP-160) é uma rodovia do estado de São Paulo. Possui 44 viadutos, 7 pontes e 14 túneis, em 58,5 km de extensão, de São Paulo a Praia Grande, no litoral sul.

      É a principal via de acesso da cidade de São Paulo à Baixada Santista e ao litoral sul, possuindo tráfego intenso de veículos principalmente durante o verão e em feriados.

      Integra o complexo de rodovias denominado Sistema Anchieta-Imigrantes integrado também pela Anchieta, pela Padre Manoel da Nóbrega e pela Cônego Domênico Rangoni.

      História:
      Já por volta de 1956 os técnicos do DER haviam percebido que a recém-inaugurada Rodovia Anchieta(SP-150) entraria em estado instável de operação e criaram estudos que apontariam para a necessidade da construção de uma nova pista, independente do tipo de ampliação que fosse feita na Anchieta. Em 1955 a Anchieta havia registrado 16 acidentes com 5 vítimas fatais, um recorde para época.[1]

      O grupo, chamado de Comissão CMG-44 seria o primeiro passo para a criação do DERSA, uma empresa de economia mista criada em 1969 inicialmente para construir, administrar e conservar as ligações com a Baixada.

      O projeto foi considerado revolucionário à época, com uma pista é composta predominantemente de viadutos e túneis atravessando a Serra do Mar.

      O projeto inicial previa duas pistas com quatro faixas no trecho de planalto, e três pistas no trecho de Serra: uma pista ascendente com três faixas, uma pista descendente com duas que seria complementada com uma pista reversível com mais duas faixas. Na Baixada Santista haveria duas pistas de três faixas, com mais duas pistas com duas faixas para um ramal para Mongaguá. [2]

      O projeto, criado em colaboração com uma firma italiana, previa que as três pistas no trecho de Serra fossem paralelas. Em 23 de janeiro de 1974 foi lançada a pedra fundamental da rodovia que seria inaugurada com sua primeira pista no trecho de serra, a ascendente. Durante a construção desta pista os engenheiros perceberam vários problemas que inviabilizavam o projeto inicial de três pistas paralelas: a proximidade com as encostas haviam criado problemas de deslizamentos de terra, com altos custos de obras de contenção e de pequenos túneis, e de que a geografia das outras duas pistas seria ainda mais complicada.

      Em 1974 surge a ideia de construir a pista descendente e reversível como pistas superpostas, basicamente com a pista reversível sendo construída em cima da pista descendente.[3] As duas pistas contariam com tuneis mais longos(Seriam 5.438 metros de tuneis, com o maior deles tendo 3.200 metros de extensão).

      A ideia logo seria abandonada porque se constataria que pistas colaterais permitiriam uma diminuição dos custos, aumento da segurança operacional ao permitir a ligação das duas pistas. Com sérias limitações orçamentárias o DERSA deixa os projetos tanto da pista reversível quanto da pista descendente de lado. A pista ascendente passa a ser operada de forma reversível, com o sentido sendo revertido de acordo com as demandas de tráfego.

      A construção da pista ascendente, inaugurada em 1976, teria usado cem engenheiros e treze mil operários.[4]

      Quando surgem os primeiros planos para concessão das rodovias administradas pelo DERSA em 1993 surge a ideia de conceder o sistema Anchieta-Imigrantes em troca da construção da pista descendente[5]. A empresa privada Ecovias receberia a concessão por um período de 20 anos para a operação e manutenção de todo o Sistema Anchieta-Imigrantes em 27 de maio de 1998. Dentre outras exigências, o contrato estabelecia que a concessionária deveria construir a pista descendente da Rodovia dos Imigrantes. Esta pista foi inaugurada em 17 de dezembro de 2002. Com um projeto refeito em relação ao original, de 1986, a pista descendente possui túneis ainda mais longos e viadutos mais modernos que os da pista ascendente.[6]

      Ambas as pistas da Imigrantes são reversíveis. A administração do Sistema Anchieta-Imigrantes mantém a prática de reverter as pistas para um único sentido quando o tráfego é muito intenso: geralmente, às vésperas de feriados prolongados (em que as pistas são revertidas para o sentido capital-litoral), ou ao final destes (quando se revertem as pistas para o sentido litoral-capital).

      A Pista Norte da Imigrantes possui 11 túneis. Já a Pista Sul possui quatro, sendo dois deles dos mais extensos túneis rodoviários brasileiros, o primeiro com 3.146 m de extensão e o outro com 3.009 m. Túneis e viadutos tão extensos foram necessários para que o impacto ambiental sobre a Serra do Mar fosse mínimo na construção da Pista Sul. A construção da Pista Norte, na década de 1970, exigiu o desmatamento de 16.000.000 m² da serra, já a construção da Pista Sul, inaugurada em 2002, desmatou 400.000 m² dela.

      Acidentes históricos
      A Rodovia dos Imigrantes apesar de ser rodovias modernas, sinalizadas e monitoradas pela policia e a operadora teve a ocorrência de dois acidentes marcantes, um em 2011, envolvendo 103 carros; e outro em 2013, um deslizamento provocado por fortes chuvas perto do km 52. Em ambas as ocasiões, houve ocorrência de uma morte e relato de feridos. A Rodovia dos imigrantes é uma rodovia com grande fluxo constante de veículos e os números mostram o quanto ela é segura pra se trafegar.[7]

      Em 8 de dezembro de 1973 ocorria o primeiro acidente automobilístico da história da Rodovia dos Imigrantes. Na referida data, com a rodovia em obras iniciais ainda, no trecho de Eldorado (Diadema), ao sair de uma curva, um veículo modelo Plymouth Belvedere 1958 (Dez anos depois o mesmo modelo ficaria mundialmente famoso por protagonizar o thriller cult intitulado "Cristine, o carro assassino") colidiu frontalmente com uma manilha de concreto deixada no meio da rodovia pelos operários da época acidente no qual o passageiro que acompanhava o motorista faleceu instantaneamente no momento do impacto e o condutor do veículo veio a óbito cinco dias depois do acidente restando do veículo de 5,61 m de comprimento apenas o porta-malas inteiro. Este foi o primeiro acidente ocorrido na Rodovia dos Imigrantes e o primeiro fatal também que ocorreu na rodovia antes mesmo dela ter sido inaugurada.

      Em 15 de setembro de 2011 por volta das 13h00min (no horário de Brasília) ocorreu um engavetamento de veículos envolvendo 103 automóveis, 29 feridos e a morte de uma pessoa. O engavetamento teve cerca de 2 km de extensão. As razões para o acidente de acordo com a Polícia Rodoviária foi a intensa neblina que dificultava a visibilidade dos motoristas. Aproximadamente 200 pessoas fizeram o trabalho de resgate das vítimas incluindo 20 equipes dos bombeiros, 38 da Polícia Rodoviária Estadual, 60 da PMSP e 60 da Ecovias. A rodovia só veio a ser liberada no dia seguinte às 12h30min (no horário de Brasília) quase 24 horas após o acidente.[8]

      Em 22 de fevereiro de 2013 por volta das 16h47min (no horário de Brasília), conforme a grande quantidade de chuva, ocorreu um deslizamento de parte da encosta na altura de um trecho de serra na altura do km 52, o qual; engavetou 24 veículos que por lá passavam, com a morte de uma pessoa e interditou a rodovia por cerca de 30 horas.[9]

      Pedágios
      A Rodovia dos Imigrantes é pedagiada desde sua inauguração. Como em todas as rodovias que sofreram concessões, os pedágios da Imigrantes sofreram fortes reajustes, mesmo descontada a inflação[10], considerados excessivos por parte significativa dos usuários[11].

      Atualmente, o pedágio da Imigrantes é o mais caro do estado, a R$ 26,20, válido para uma viagem de ida e volta de automóvel[12]. No trecho de planalto, a Imigrantes apresenta três pedágios de bloqueio para o acesso às localidades lindeiras.

      about 3 months ago
    • Dayane Silva
      Dayane Silva In reply to John Henry Magnata

      👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻

      about 28 days ago
    • Adenilson AAA
      Adenilson AAA In reply to John Henry Magnata

      Obrigado pelas informações.

      about 3 months ago
    • Drake Br
      Drake Br

      Qual a diferença entre uma Rodovia e uma BR ?

      about 3 months ago
    • danielmu22
      danielmu22 In reply to Drake Br

      BR é do governo federal, uma rodovia como essa é obra do governo do Estado, como pode ver, São Paulo tem obras melhores que o governo federal, é um país, pois aqui tem as BRs e são horríveis, a 116 melhorou depois de 60 anos de reclamação

      about 2 months ago